Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Agricultores de Sacambu aprendem tecnologias inovadoras e sustentáveis

Notícias

Agricultores de Sacambu aprendem tecnologias inovadoras e sustentáveis

|    Suape

Assentamento recebeu o terceiro laboratório vivo implantado por Suape/Serta

Foto Danielle Coutinho 1

Agricultores do Assentamento Bruno de Albuquerque Maranhão, conhecido como Engenho Sacambu, no Cabo de Santo Agostinho, não imaginavam que podiam aprender a plantar diferente, cultivar peixes em uma caixa d'água e utilizar sobras de comida e até as próprias plantas para adubar o cultivo. E essas são só algumas das inovações levadas à comunidade por meio do terceiro laboratório vivo de ecotecnologias implantado na região pelo Complexo Industrial Portuário de Suape em parceria com o Serta (Serviço de Tecnologia Alternativa). O novo espaço foi inaugurado nesta quinta-feira (30), e vai reforçar a economia local.

O laboratório tem 287 metros quadrados e está localizado na sede da Associação de Agricultores, popularmente conhecida como Casa Grande, sendo o primeiro da área rural. No local, foram instaladas 14 ecotecnologias: aquaponia, cisterna de ferro e cimento, composteira caseira em balde, horta vertical em pallet, sistema agroflorestal, fechamento automático da porteira, sistema de captação de água da chuva, hidroponia de milho, galinheiro móvel, composteira em alvenaria, minhocário, horta em formato de pétalas, farmácia viva em pneus e desidratador solar.

Foto Danielle Coutinho 3

As ecotecnolgias foram escolhidas pelos próprios agricultores. O desidratador, por exemplo, usa a luz solar para desidratar frutas e outros alimentos orgânicos, uma solução simples para aproveitar frutas muito maduras que acabariam sendo jogadas fora e que, desidratadas, podem ser consumidas pela comunidade ou comercializadas. Já a hidroponia de milho é capaz de transformar um quilo de milho em dez quilos de ração. Sacambu é uma região que produz e comercializa, nas feiras livres do Cabo e de Ipojuca, diversas frutas, verduras, hortaliças e raízes.

Foto Danielle Coutinho 4

"A gente passou o tempo todo trabalhando de forma errada. Agora a gente vê o certo, a agricultura orgânica de qualidade e a gente vai fazer isso em Sacambu. A vida da gente mudou. Vejo várias formas de trabalhar sem precisar de veneno, não tinha conhecimento. Abriu a mente. Abriu a porta da liberdade. Agricultura com mais saúde para todos", comemora Clodomir Vieira, presidente da Associação de Agricultores do assentamento. "O jovem que estava atrasado no colégio agora está vendo que o caminho é o do Serta, o caminho do conhecimento".

Foto Danielle Coutinho 5

"Aliar o desenvolvimento econômico ao socioambiental é uma prioridade de nossa gestão e esse projeto vai melhorar a qualidade de vida de muita gente, é gratificante", afirma o presidente do Complexo de Suape, Leonardo Cerquinho. O diretor de Meio Ambiente e Sustentabilidade, Carlos Cavalcanti, complementa: "Estamos muito felizes com o resultado da implantação dos laboratórios. Ao todo, serão contempladas dez comunidades, no período de um ano".

Foto Danielle Coutinho 6

O projeto, que começou no Conjunto Habitacional Nova Vila Claudete, em formato de mutirão, passou por adaptações diante da pandemia ocasionada pela Covid-19. E, esta semana, foi entregue o segundo, no Engenho Massangana, após um mês de trabalho, com grupos menores, de até dez pessoas por dia. O laboratório de Sacambu seguiu a mesma linha. Uma equipe do Serta também realizou a distribuição de 100 máscaras de tecido para as famílias residentes no território.

Foto Danielle Coutinho 7

"Distribuímos um total de 800 máscaras para as comunidades e assentamentos rurais que estão participando do projeto. Foram 500 em Nova Vila Claudete, 200 no Engenho Massangana e 100 no Assentamento de Sacambu. A ideia é reforçar a segurança de cada membro da comunidade, garantindo a efetiva participação deles no projeto. Nas inaugurações estamos limitando a entrada nos laboratórios. Em Sacambu, dividimos os moradores em quatro grupos de cinco pessoas. Cada grupo passava por uma ecotecnologia diferente, evitando o aglomeramento", afirma Germano Barros, diretor da Escola Técnica do Serta.

Contato

Km 10, Rodovia PE-60

Ipojuca - PE - Brasil

CEP: 55.590-000

PABX: +55 (81) 3527-5000

FAX: +55 (81) 3527-5066

Ouvidoria

Tel: +55 (81) 3527-5070

ouvidoria@suape.pe.gov.br

CANAL DE DENÚNCIA

Tel: +55 (81) 3527-5070

ouvidoria@suape.pe.gov.br

Redes Sociais

social social social
social social social

Links Úteis

antac       acesso
         

logo 3

      sei