Complexo de Suape realiza nona edição do projeto Tô na Feira

|    Comunidades
Imprimir

IMG 2760

O projeto Tô na Feira chegou a sua nona edição nesta quinta-feira (10). Realizada pela administração do Complexo Industrial Portuário de Suape desde dezembro 2017, a feira reuniu 35 artesãos e agricultores de 11 comunidades localizadas no território de Suape. Diversas mercadorias foram comercializadas com preços que variaram de R$ 0,30 a R$ 100. Os expositores ofertaram frutas e hortaliças orgânicas, licores artesanais, pães, bolos, geleias, mel de abelha, sabão ecológico, cosméticos à base de argila, plantas medicinais e muito artesanato.

"Temos muito orgulho de realizar esse projeto, que conta com o envolvimento de agricultores e artesãos de Suape, colaboradores da empresa e das indústrias. Estamos celebrando dois anos de uma ação fortalecedora do relacionamento entre a administração do complexo e as comunidades locais. Isso só reforça o comprometimento da gestão pública com as causas sociais", comentou Sebastião Pereira, diretor de Gestão Fundiária e Patrimônio de Suape.

IMG 2823

Essa edição teve como tema "Nordestinidades" e trouxe a cultura do cordel para a feira, com o poeta Esperantivo e Biu do Pandeiro, além de uma bela decoração temática. A cada R$ 50 em compras, o consumidor ganhou um cupom para participar do sorteio de um quadro do artista J. Borges. A vencedora foi Eloísa Guedes, colaboradora da Diretoria de Gestão Portuária de Suape, que presentou outra colaboradora com o quadro. A sortuda foi Thaís Santana, da Diretoria de Meio Ambiente e Sustentabilidade.

Além dos colaboradores da administração de Suape, as empresas do Complexo e as instituições públicas da região também foram convidadas para participar. Compareceram funcionários da Refinaria Abreu e Lima, PQS e Indorama. Representantes do Porto Social e da Colmeia também prestigiaram a feira. Durante todo o dia, cerca de 200 pessoas circularam na feira.

IMG 2946

Os expositores comemoraram o resultado das vendas. A designer de joias e artesã Maiara Barros, proprietária da marca Pratas e Pedras de Maracaípe (Ipojuca), participou pela terceira vez da feira. "Eu acho incrível a sensibilidade que vocês promovem no mercado criativo e artesanal dentro de Suape e da região. O público da feira ama meus produtos e, talvez, seja a barraca mais visitada porque as pessoas se conectam muito com o meu artesanato", disse.

Isac Filho, conhecido como Kinho do Mel, junto com a esposa Maria de Lourdes, trabalha com produção de mel há 25 anos e é proprietário de oito apiários, sendo cinco localizados nas proximidades de Suape. Além do mel de abelha, trouxe extrato de própolis e gel de arnica para vender na feira. "Pela terceira vez, vendemos muito bem nossos produtos na feira", comemorou.

IMG 2649

"Os expositores são o diferencial nesse projeto. Desde a primeira edição, sempre tivemos um grupo coeso, participativo e são eles que fazem o Tô na Feira. Nosso trabalho, enquanto organização, é ceder o espaço, mobilizar os participantes convidando os colaboradores e as empresas do complexo. É um projeto no qual acreditamos e que vamos, agora, rumo à décima edição", explicou Líbia Paixão, coordenadora de Assistência Social de Suape.

O projeto Tô na Feira surgiu da necessidade de fortalecer a relação com os moradores locais e desenvolver a sustentabilidade ambiental e social dos residentes no território. O objetivo é estimular ainda mais a produção das comunidades e o empreendedorismo local. Seguindo a política de sustentabilidade da empresa Suape, esta edição do projeto não usou sacolas plásticas. Os participantes trouxeram ecobags, sacolas reutilizáveis ou de papel para transportar os produtos comprados.

IMG 2616