Porto de Suape realiza Simulado Anual do Plano de Emergência Individual

|    Meio Ambiente
Imprimir

equipe 722O Complexo Industrial Portuário de Suape realizou, na manhã da última quarta-feira (12/12), o Simulado Anual do Plano de Emergência Individual (PEI), no Cais de Múltiplos Usos (CMU). O cenário testado neste ano incluiu o derramamento de óleo lubrificante durante o procedimento de transferência de um tonel/bombona para a embarcação, causado pela ruptura do recipiente, levando ao derramamento do produto no Cais, no convés da embarcação e no mar.

A empresa Hidroclean/Brasbunker, contratada pelo Porto de Suape, foi acionada para realizar todo o atendimento no mar e terra para conter o vazamento. O objetivo da ação foi de testar não somente os aparatos e equipamentos utilizados durante o procedimento de resposta a uma emergência envolvendo derramamento de óleo e derivados no compartimento aquático, mas também testar o fluxo de comunicação durante um incidente na área portuária.

1 722O resultado do simulado foi muito satisfatório. Em poucos minutos, foi montado um cerco com barreiras de contenção para reter a mancha, com posterior simulação de recolhimento do óleo com o uso de um Skimmer, além de um segundo cerco preventivo. Em paralelo, a Hidroclean utilizou o kit SOPEP para contenção do derramamento sob o cais, bem como a equipe presente no rebocador, para contenção sob o convés da embarcação. Durante todo o processo, a equipe da Coordenadoria de Controle Ambiental de Suape cronometrou e verificou o passo a passo da operação.

Para Manuel Neri, representante da Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), “o treinamento foi muito organizado, o cenário foi bem adverso e a equipe fez um bom trabalho, nos deixando bem tranquilos”. Ericka Farias, técnica em Regulação da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), falou que o simulado é muito importante, pois quando acontecer uma situação real, todos já sabem como agir. “Foi tudo tranquilo, o que foi proposto, ocorreu. O momento de errar é aqui no treinamento e a proposta do simulado foi totalmente realizada”, ressaltou Gilvânia Morais, do IBAMA.

3 722Participaram do simulado a equipe técnica da Gerência de Controle Ambiental de Suape, a empresa de rebocadores Smith e a transportadora Macan, além de representantes dos órgãos ambientais CPRH, IBAMA, ANTAQ, Defesa Civil de Ipojuca e do Cabo de Santo Agostinho.

LEGISLAÇÃO - O PEI é uma exigência da Lei nº 9.966, de 28 de abril de 2000 (art.7º), onde consta que “Os portos organizados, instalações portuárias e plataformas, bem como suas instalações de apoio deverão dispor de Planos de Emergência Individual (PEI)”. Além disso, está embasado pela Portaria nº 104/2009 da Secretaria Especial de Portos e pelo Índice de Desempenho Ambiental (IDA), da ANTAQ.