Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Conselheiros do CAP discutem perspectivas da praticagem durante a 39° reunião - Suape

Notícias

Conselheiros do CAP discutem perspectivas da praticagem durante a 39° reunião

|    Porto

Ajustada pra site matéria

Priscila D'arc
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Os membros do Conselho de Autoridade Portuária (CAP) se reuniram nesta sexta-feira (20), no Prédio da Autoridade Portuária (PAP), localizado na Zona Industrial Portuária de Suape, para discutir as perspectivas da Praticagem sobre as operações realizadas no Porto de Suape, levando em conta o aumento do tamanho das embarcações. Entre os presentes, estavam o vice-presidente de Suape, Marcelo Bruto; o presidente do CAP, Eduardo Nina; e os diretores do Porto, Paulo Coimbra e Jaime Alheiros.

Na abertura do encontro, o diretor-presidente do Conselho Nacional de Praticagem (Conapra), Gustavo Martins, apresentou todos os pontos que envolvem as atividades dos práticos no Brasil. Dentre os pontos mais importantes, estão as normas, atividades e função dos práticos.

Em seguida, foi a vez do presidente da Praticagem em Pernambuco, Alexander Krueger, demonstrar como são feitas as manobra no Porto de Suape, em seu porto interno. A evolução dos modelos dos navios e os desafios também foram apresentados durante a reunião. Segundo Alexander, os modelos que mais evoluem são: Suezmax, Sammax e New Panamax.

Também foram apresentadas aos conselheiros informações sobre os investimentos que a praticagem vem fazendo para garantir manobras cada vez mais seguras, como, por exemplo, uma nova lancha para levá-los até os navios – conhecida como Atalaia – e a modernização da sede administrativa da Associação dos Práticos. Além de treinamentos e a inclusão da ferramenta Redraft, sistema que que determina com segurança características precisas sobre o calado, distância vertical e o ponto mais baixo da quilha da embarcação. O sistema foi desenvolvido na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli-USP). Entre as metas principais, Alexandre apontou a importância de realizar cursos e simulados para contribuir com a viabilização do terminal de contêineres 2.

Em seguida, os conselheiros esclareceram dúvidas com as elucidações finais do vice-presidente de Suape, Marcelo Bruto. “Estamos elaborando um estudo de manobrabilidade para evoluir também junto com as embarcações e aumentar ainda mais as movimentações no Porto”, concluiu Bruto.

Ao final da reunião, o coordenador de Operações Portuárias, Felipe Fonseca, apresentou o balanço do mês de fevereiro. O somatório das cargas movimentadas no Porto de Suape, em fevereiro, alcançou 15% de aumento em relação ao mesmo mês de 2017. Passaram pelo porto 1.787.332 toneladas de produtos contra 1.550.929 toneladas em fevereiro de 2016. O crescimento foi puxado pelos granéis líquidos, sobretudo combustíveis e óleos minerais, que chegaram a 1.340.329 toneladas e 24,3% de aumento. “A movimentação de fevereiro mostrou um bom desempenho em relação ao mesmo período nos últimos dois anos”, pontuou Fonseca.

Contato

Km 10, Rodovia PE-60

Ipojuca - PE - Brasil

CEP: 55.590-000

PABX: +55 (81) 3527-5000

FAX: +55 (81) 3527-5066

Ouvidoria

Tel: +55 (81) 3527-5000

ouvidoria@suape.pe.gov.br

CANAL DE DENÚNCIA

Tel: +55 (81) 3527-5005

canaldedenuncia@suape.pe.gov.br

Redes Sociais

social social social
social social social

Links Úteis

antac       acesso
         

logo 3

      sei